Diferenças entre cervejas especiais e cervejas industrializadas

Aos poucos, as cervejas especiais vêm ganhando destaque no mercado brasileiro. Com produtos de qualidade e diferenciados, essas bebidas são associadas a experiências gastronômicas mais ricas e complexas.

Mas qual a diferença entre as cervejas especiais e as cervejas industrializadas? Abaixo, preparamos uma lista com os principais itens que os diferencia:

 

1 – Processo de produção das cervejas especiais e industrializadas

As cervejas industrializadas são produzidas em maior escala com o objetivo de vender em grande quantidade para um maior número de consumidores. Elas também passam por processos como filtração e pasteurização, o que não acontece na produção das cervejas especiais.

As cervejas especiais são produzidas em menor escala, feitas com maior cuidado, com foco na qualidade. Todo o processo é controlado e acompanhado pelas mãos dos produtores. O mestre cervejeiro observa todas as etapas e, ao final, analisa se os aromas e sabores condizem com a qualidade que se é esperada.

O processo de produção das cervejas especiais também é mais lento, pois os períodos de fermentação e maturação são respeitados e acontecem naturalmente, sem pressa. Isso quer dizer que não são adicionados produtos químicos para acelerá-los.

 

2 – Ingredientes das cervejas

As cervejas industrializadas utilizam cerca de 60% de malte de cevada, que é o principal ingrediente dessa bebida, e os outros 40% são cereais não maltados ou carboidratos, como milho e arroz.

Além disso, podem levar em sua composição: antioxidantes, corantes e estabilizantes. Essa composição visa um custo mais baixo para vender as bebidas por um preço mais atrativo.

Já nas cervejas especiais, os ingredientes são selecionados, mais nobres e alguns precisam ser até mesmo importados. Essas bebidas tem quatro componentes: malte, água, lúpulo e levedura. Isso quer dizer que as cervejas não levam açúcares de fontes extras.

Com os diferentes graus de tosta do malte e as variações de leveduras e de lúpulos, diferentes combinações podem ser criadas. O resultado são cervejas especiais únicas e de sabores marcantes. Algumas são mais adocicadas, outras de forte amargor, algumas são mais claras, outras mais escuras, algumas têm notas de café, outras têm notas frutadas. O mestre cervejeiro é quem faz essas combinações para a “mágica” acontecer.

Os ingredientes influenciam diretamente no resultado final da bebida. Uma cerveja especial, se comparada com uma industrializada, pode ser facilmente diferenciada pelo aroma e paladar.

 

3 – Design dos rótulos de cervejas

Outra característica que pode ser diferenciada são os rótulos. As cervejas industrializadas têm rótulos com cores mais comerciais e estimulantes.

Já os rótulos das cervejas especiais contam histórias e falam sobre a essência da bebida. Cada um se difere do outro, os mínimos detalhes são valorizados. São bebidas destinadas a paladares e gostos mais exigentes.

Agora, quando for beber a sua próxima cerveja, você já sabe o que deve procurar: qualidade e sabor em primeiro lugar!

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *