Harmonização de cerveja artesanal e charuto: um mundo a ser explorado

Quando o assunto é degustação e harmonização, os apreciadores de cerveja artesanal têm uma boa experiência nesse ramo. Sabem muito bem qual bebida mais lhes agrada e com qual prato gastronômico ela combina. Mas neste post viemos conversar sobre um assunto que ainda não é muito tratado nas rodas de amigos: a harmonização de charuto com cervejas artesanais.

Claro, temos que considerar que nessa abordagem vamos ter dois grupos: os apreciadores de cervejas e os apreciadores de charutos. Isso pode fazer muita diferença na harmonização final, pois cada um irá preferir os aromas e sabores do produto que mais é apaixonado. Não vemos nenhum problema nisso, afinal, na harmonização não existem regras restritas, apenas deliciosas experiências.

Isso quer dizer que a harmonização depende muito das preferências pessoais. Por isso, nós vamos dar sugestões e dicas, mas a decisão final das melhores harmonizações será sua.

Afinal, como harmonizar a cerveja com o charuto? Confira as nossas dicas:

 

1 – Harmonize charutos e cervejas por semelhança

A harmonização entre charutos e cervejas são feitas por similaridade. A intenção é que o aroma e o sabor de um nunca se sobreponham ao do outro. O ideal é que sempre se complementem, com a possibilidade de criar até um terceiro sabor.

Ao harmonizar por similaridade, um charuto mais adocicado e leve (ideal para iniciantes) pedirá por uma cerveja mais leve. Já um charuto mais forte, como os cubanos, pedirá por uma cerveja mais intensa, como a Porter ou a Bock.

Ao harmonizar charutos e cervejas leves e fortes, o ideal é que os iniciantes evoluam aos poucos, buscando gradualmente por uma maior complexidade de aromas e sabores.

 

2 –  Charutos são intensos e precisam de uma cerveja igualmente intensa

Uma coisa que você precisa ter em mente é que, de uma maneira geral, os charutos são intensos e complexos. Isso quer dizer que, mesmo que seja considerado um charuto leve, ainda assim será uma forte preparação de tabaco.

Por isso, eles precisam de uma bebida que esteja a sua altura. A cerveja precisa ter presença, sabor e aroma mais fortes. Portanto, dê preferência por cervejas mais encorpadas, com maltes torrados e com maior teor alcoólico.

 

3 – Dê preferência para as cervejas do estilo Ale

Como falamos acima, ao harmonizar cervejas com charutos devemos dar preferência para cervejas mais intensas. Nesse caso, as cervejas artesanais de alta fermentação, as “ales”, se destacam.

Para que você entenda melhor, durante a produção das “Ales” é utilizado o processo de alta fermentação. Esse tipo de fermentação é mais rápido, dura poucos dias ou semanas e é feito em altas temperaturas, entre 15º e 25ºC. O resultado são bebidas tendencialmente mais alcoólicas, densas, escuras e mais aromatizadas.

É claro que isso não exclui as “Largers” da lista de possíveis harmonizações. Por exemplo: se a intenção é harmonizar uma bebida leve com um charuto mais suave (como o Aquarius Robusto e o Davidoff No. 3), nada impede que você opte por uma cerveja Larger, como a Pilsen. Tudo vai depender do gosto pessoal do apreciador.

 

4 – Primeiro a cerveja, depois o charuto

É claro que essa é mais uma dica, mas o gosto do apreciador é que vai determinar a metodologia final. Mas nós vamos explicar porque fazemos essa indicação de primeiro beber a cerveja para depois fumar o charuto.

Quando se opta em primeiro dar uma baforada no charuto, a fumaça tende a dominar as papilas, dificultando a percepção das características da cerveja. Por isso, beba um gole da cerveja e entenda as suas características. Após isso, aprecie todos os aromas e sabores do charuto.

E aí, gostou das nossas dicas? Até o próximo post!